Posted on

Os homens da minha vida I

Era grande e às vezes não sabia como agir com tanto corpo. Suas proporções não foram justas com ele. Um tanto quanto inteligente, porém alcoolatra demais para colocar tudo em prática.

Era um menino preso naquele corpo. Não sabia como agir e frequentemente dava passos maiores que suas pernas. Passava todas suas oportunidades de ser feliz. Ele gostava da sua melancolia,  do alcool e de lamentações. Foi então se afastando da vida real.

Vivia naquele mundo de porres e ressacas sucessivas. Ficava aguardando o dia em que finalmente iria cansar daquilo tudo. Um dia que finalmente valesse a pena viver.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s